GENTE QUE DIZ “NÃO FOI COMUNISMO DE VERDADE”: PRECISAMOS FALAR SOBRE ISSO

Todo mundo tem aquele amigo descolado, sabe? Aquele que se veste de qualquer jeito, fuma seu baseado na tranquilidade, tem tatuagens super legais por todo o corpo, piercings no mamilo, cortes de cabelo “estilosos” e etc. Acho que vocês entenderam, né? Porque assim ele destoa das pessoas normais, das pessoas que estão na “Matrix”, queContinuar lendo “GENTE QUE DIZ “NÃO FOI COMUNISMO DE VERDADE”: PRECISAMOS FALAR SOBRE ISSO”

O INFERNO ESTÁ CHEIO DE BOAS INTENÇÕES

Esta manhã ouvia uma entrevista com o Tarso Genro, ex-governador do Rio Grande do Sul. Em certo momento, uma pergunta feita pelo Luciano Potter, que é um dos poucos jornalistas que acompanho, me chamou a atenção de uma maneira peculiar: “Por que alguns políticos, tanto de esquerda como de direita, chegam por muitas vezes emContinuar lendo “O INFERNO ESTÁ CHEIO DE BOAS INTENÇÕES”

DEUS ME LIVRE DE UMA SOCIEDADE IGUALITÁRIA

Vivemos em uma sociedade que tenta acabar ou diminuir com as desigualdades — principalmente sociais. A maior parte das pessoas talvez olhe isso como uma coisa boa — e realmente é —, afinal, seria muito injusto uns com tanto e outros com tão pouco. Aí que entra o Estado de bem-estar social, quase como umContinuar lendo “DEUS ME LIVRE DE UMA SOCIEDADE IGUALITÁRIA”

UM GRANDE PASSO PARA A LIBERDADE

Sejamos sinceros, se estivéssemos em 2010, quando Dilma foi eleita, quais seriam as perspectivas para 2018? A esquerda dominava o discurso público; uma das únicas oposições ao governo vigente era a Veja; era impossível propor ideias de cunho liberal, aliás, nem se cogitava tais ideias naquela época. Quem seria o louco de propor uma reformaContinuar lendo “UM GRANDE PASSO PARA A LIBERDADE”

NÃO HÁ MEIA LIBERDADE DE EXPRESSÃO: OU ELA É INTEIRA, OU ELA NÃO EXISTE

Eis que vivemos na era do ressentimento, na era dos direitos inacabáveis, na era do politicamente correto. “Jovens, façam suas lutas, defendam suas ideias, chorem em seus quartos, mas por favor, não tolham a liberdade de expressão dos indivíduos.” Me direciono aos jovens principalmente porque todo jovem tem um espírito revolucionário e totalitário, por issoContinuar lendo “NÃO HÁ MEIA LIBERDADE DE EXPRESSÃO: OU ELA É INTEIRA, OU ELA NÃO EXISTE”

#ELENÃO, #VOCÊNÃO, #TODOSNÃO

A democracia inflama as massas e os egos a ponto de seres humanos se exporem a uma hipocrisia e a uma ignorância vil. É normal encontrarmos garotas odiando Bolsonaro por ele ser homofóbico, machista e racista, porém, amando Ciro Gomes, que fez declarações parecidas ou até mais graves do que as de Bolsonaro. E porContinuar lendo “#ELENÃO, #VOCÊNÃO, #TODOSNÃO”

DESARMAMENTISTAS SÃO COLETIVISTAS E TODO COLETIVISMO É ESCRAVIDÃO

Agora, em épocas de eleições, vemos desinformação de todos os lados. Uma das mais vociferadas por um pessoal histérico é sobre as armas de fogo. O argumento gira em torno de que se liberar as armas, as pessoas vão se matar por qualquer motivo fútil. Vamos com calma. Primeiramente não há nenhum candidato armamentista. VocêContinuar lendo “DESARMAMENTISTAS SÃO COLETIVISTAS E TODO COLETIVISMO É ESCRAVIDÃO”

A PERSONIFICAÇÃO DO MAL

O pior mal é aquele que se acha do bem. Quando o indivíduo não tem dúvida sobre a maldade que há dentro de si, seus freios morais não funcionam. Logo, a certeza sobre sua “santidade” o torna um algoz. Todos estes justiceiros sociais que patrulham a sociedade em busca de “desigualdades”, “preconceitos” e “ofensas”, possuemContinuar lendo “A PERSONIFICAÇÃO DO MAL”

O AMOR À POLÍTICA É A FORMA MAIS VIL DE AMAR

O amor à política é a forma mais baixa e vil de amar, pois no momento que um ser humano deixa-se levar por partidos e burocratas, sua percepção de mal e bem tornam-se relativas, assim, justificando qualquer meio para atingir o tão sonhado fim, logo, se o seu burocrata ou seu partido de estimação agredirContinuar lendo “O AMOR À POLÍTICA É A FORMA MAIS VIL DE AMAR”

DEMOCRACIA, UTILITARISMO E A DITADURA DA MAIORIA

Toda democracia é utilitária; mas o que seria o utilitarismo? O utilitarismo é uma doutrina que se diz ética, proposta primeiramente por Jeremy Bentham (1748-1832) e John Stuart Mill (1806-1873). Tal doutrina fundamenta-se no princípio de utilidade, que determina que a ética deve basear-se sempre em contextos práticos, pois o agente moral deve analisar aContinuar lendo “DEMOCRACIA, UTILITARISMO E A DITADURA DA MAIORIA”