POR AMOR ÀS CAUSAS PERDIDAS, OU TALVEZ, NEM TÃO PERDIDAS ASSIM

A vida é a guerra, você é um soldado, e, como quase em toda guerra, esta já está perdida. Este pensamento permeava meu ser quando declarei-me ateu. Algumas coisas mudaram nestes últimos dois anos. Primeiro a minha descrença no ateísmo e a minha crença em Deus. Aconteceram coisas na minha vida que seriam impossíveis deContinuar lendo “POR AMOR ÀS CAUSAS PERDIDAS, OU TALVEZ, NEM TÃO PERDIDAS ASSIM”

A sorte de se deparar com a felicidade está diretamente relacionada com a forma que olhamos para o mundo.

A sorte de se deparar com a felicidade está diretamente relacionada com a forma que olhamos para o mundo. Claro que sair por aí feito um louco varrido atrás de júbilos é outro equívoco, pois a felicidade, assim como a tristeza, vai nos encontrar; e a tristeza tende a ser mais escandalosa, e em maiorContinuar lendo “A sorte de se deparar com a felicidade está diretamente relacionada com a forma que olhamos para o mundo.”

NOTA LITERÁRIA #15 – ORTODOXIA (G. K. CHESTERTON)

Meus queridos, este livro mudou a minha forma de ver o cristianismo. Eu já passei pelo ateísmo, agnosticismo e voltei a ser um cristão. Já vi e revi diversos argumentos de todos os lados. Ortodoxia é algo que transcende a maneira da argumentação. Chesterton traz um bom humor e ao mesmo tempo uma visão cristãContinuar lendo “NOTA LITERÁRIA #15 – ORTODOXIA (G. K. CHESTERTON)”