COMO O HOMEM DIFERENCIA A MULHER PARA SE PERDER UMA NOITE E A MULHER PARA SE GANHAR A ETERNIDADE?

Esta semana alguém perguntou-me, lá no Instagram, como o homem diferencia a mulher para se perder uma noite e a mulher para se ganhar a eternidade. Perceba que a seguidora não é boba. Ela sabe que isso existe no mercado dos afetos. Ela sabe que os homens possuem em seus contatos aquelas onde eles apenasContinuar lendo “COMO O HOMEM DIFERENCIA A MULHER PARA SE PERDER UMA NOITE E A MULHER PARA SE GANHAR A ETERNIDADE?”

É UM MILAGRE! É AMOR!

Todo final de ano me encho de esperanças. É como se eu pudesse pegar os erros da véspera e não repeti-los no ano seguinte. É como se eu pudesse pegar projetos engavetados e colocá-los em prática no ano seguinte. As ideias surgem como um turbilhão. Sento-me em frente ao computador e as coloco em umaContinuar lendo “É UM MILAGRE! É AMOR!”

UMA BOA RELAÇÃO AMOROSA É COMO UMA DANÇA

Me perguntaram, tempos atrás, o que eu considerava uma “boa relação amorosa”. Digo-lhe, leitor, que vejo uma boa relação amorosa como uma dança, onde o homem toma coragem e tira a mulher para dançar. E é ele quem deve conduzir a moça pelo salão. A mulher, envolvida nos braços de seu galanteador, deixa-se ser conduzidaContinuar lendo “UMA BOA RELAÇÃO AMOROSA É COMO UMA DANÇA”

EU ERA UM COMPLETO CANALHA

Após terminar o meu primeiro namoro, estava livre. Livre de um lado, escravo de outro. Explico. Eu me libertara da prestação de contas. Ora, agora eu poderia fazer o que bem entender sem dar um pingo de explicação a ninguém, e o principal: sem aquele pesar na consciência por agir como um canalha. Lembro-me deContinuar lendo “EU ERA UM COMPLETO CANALHA”

O AMOR É ALGO QUE SE REGA

O amor é algo que se rega. Dia após dia, semana após semana. É uma mudinha no princípio de tão frágil. Com o tempo, ao ser regada, ela passa a crescer e a criar raízes. Com raízes, a mudinha consegue progredir e passa a ser um projeto de árvore. O tronco ainda é fino, e,Continuar lendo “O AMOR É ALGO QUE SE REGA”

“Depois que gozei, me senti o pior cara do mundo.” Consultório da Patifaria #01

Pelo fato de eu receber alguns e-mails e algumas mensagens sobre relacionamento, vida em geral e xingamentos, resolvi criar um novo quadro aqui no blog: Consultório da Patifaria. Sim, agora terá um espaço especial para aqueles homens e mulheres que necessitam de alguém para ouvi-los e respondê-los: Olá, peço que não divulgue meu nome. AcabeiContinuar lendo ““Depois que gozei, me senti o pior cara do mundo.” Consultório da Patifaria #01″

OLHOS CHEIOS DE CORAGEM

João, tempos atrás, enfatizava, com olhos rútilos, para seu velho amigo Josias: — Aquela mulher é tão bela que eu não consigo ficar cinco minutos ao lado dela. Tu tens noção disso? Cara, assim, eu fico nervoso, sabe? Como pode a beleza feminina mexer tanto com a gente? — Entendo. — Não, tu não estásContinuar lendo “OLHOS CHEIOS DE CORAGEM”

A SOLIDÃO DEVE SER SUA AMANTE, NÃO SUA NAMORADA

“Reservado”. Está aí um adjetivo que ouvi sobre mim durante muito tempo, seja nos relacionamentos amorosos, no núcleo familiar ou em qualquer outro vínculo social. Mas o que seria um cara “reservado”? Praticamente alguém que namora com a solidão e tem dificuldade de expor seus sentimentos para o outro, peremptoriamente face a face. Por esteContinuar lendo “A SOLIDÃO DEVE SER SUA AMANTE, NÃO SUA NAMORADA”

O nome deste edifício será “amor”.

Numa vida a dois, os pormenores fazem toda a diferença. As pequenas coisas, os pequenos esforços de cada um dentro da relação são responsáveis por feitos grandiosos na vida de um casal. É como se construíssemos um edifício até o infinito. Dia após dia, semana após semana, tijolo por tijolo. Vez ou outra vamos necessitarContinuar lendo “O nome deste edifício será “amor”.”