Meu Terceiro Livro: Ninguém Deveria Envelhecer Sozinho

Sim, meus queridos, o meu terceiro livro está pronto! Para quem chegou assim, de supetão, deixe-me dar-lhe um resumo do que é o Ninguém Deveria Envelhecer Sozinho: NINGUÉM DEVERIA ENVELHECER SOZINHO é uma obra confessional. Todas as crônicas, os artigos, os poemas, os contos e as palavras que estão neste livro são uma tentativa quaseContinuar lendo “Meu Terceiro Livro: Ninguém Deveria Envelhecer Sozinho”

O CASAL DE MEIO SÉCULO

Como chegar nas bodas de ouro? Cinquenta anos ao lado de alguém; alguém que lhe conhece desde a casca até as entranhas. Confesso a você, leitor, que quando me deparo com um homem e uma mulher cujo tempo de convivência ultrapassa o meio século, encanto-me. Ora, estou diante de um milagre! E ratifico: quanto maisContinuar lendo “O CASAL DE MEIO SÉCULO”

Você já abraçou seus pais hoje?

Lembro-me quando eu, ainda criança, pequenino e cabeçudo, olhava para meus pais com olhos rútilos de admiração. Eram dois gigantes, não só pelo tamanho em relação a mim, mas pelo amor incondicional que sempre recebi de ambos. Ao ficar doente, dor de barriga, dor de ouvido ou algum resfriado qualquer, lá estava minha mãe, comContinuar lendo “Você já abraçou seus pais hoje?”

Rua General Osório, 460

E cá estou mais uma vez no meu refúgio infantil, na minha base de vida, no meu início de gente; na casa simples que morei nos meus primeiros dezoito anos, na rua General Osório, 460. Enquanto escrevo, minha mãe faz o almoço no fogão a lenha. O calor do fogão aquece todo o ambiente. Ah,Continuar lendo “Rua General Osório, 460”

MEU AMOR PURO PELA AVRIL LAVIGNE

Neste último final de semana, enquanto fumava um cachimbo e bebia uma cerveja, eis que começa a tocar, de maneira aleatória no YouTube, Avril Lavigne. Sim, este é um dos momentos sublimes do fim de semana aqui de casa: fumar um bom cachimbo, beber uma cerveja encorpada e ouvir boa música. Eu sei, você deveContinuar lendo “MEU AMOR PURO PELA AVRIL LAVIGNE”

Romantismo, amor e o Dia dos Namorados

Sou um romântico ridículo, e repito: o ridículo é uma de minhas dimensões mais válidas. Acredito no amor eterno. Acredito no amor que vai além da vida e além da morte. Deus me livre ser um niilista do afeto, daqueles que desacreditam tanto no amor que passam a ver atos românticos como frescuras e hipocrisias.Continuar lendo “Romantismo, amor e o Dia dos Namorados”

Feliz aniversário

Hoje falarei sobre intimidade. E por quê? Porque a pessoa que me premiou com o seu relicário — sua intimidade é o seu relicário, coloquem isso na cabeça — está de aniversário. Por isso que enfatizo de uma forma até meio obsessiva por aqui: não entreguem sua intimidade assim, de bandeja, para qualquer transeunte, aindaContinuar lendo “Feliz aniversário”

O amor perdoa inclusive traição

O homem é capaz de amar sua esposa e mesmo assim traí-la. Escrevo isso e sinto que se insinua em minhas palavras uma provocação irresistível a você, leitor, que chegou aqui de supetão. “Ora, como assim quem ama trai?! Você enlouqueceu?” Pois é. Mas calma lá. Eu disse apenas que ele é capaz de talContinuar lendo “O amor perdoa inclusive traição”

COMO O HOMEM DIFERENCIA A MULHER PARA SE PERDER UMA NOITE E A MULHER PARA SE GANHAR A ETERNIDADE?

Esta semana alguém perguntou-me, lá no Instagram, como o homem diferencia a mulher para se perder uma noite e a mulher para se ganhar a eternidade. Perceba que a seguidora não é boba. Ela sabe que isso existe no mercado dos afetos. Ela sabe que os homens possuem em seus contatos aquelas onde eles apenasContinuar lendo “COMO O HOMEM DIFERENCIA A MULHER PARA SE PERDER UMA NOITE E A MULHER PARA SE GANHAR A ETERNIDADE?”

É UM MILAGRE! É AMOR!

Todo final de ano me encho de esperanças. É como se eu pudesse pegar os erros da véspera e não repeti-los no ano seguinte. É como se eu pudesse pegar projetos engavetados e colocá-los em prática no ano seguinte. As ideias surgem como um turbilhão. Sento-me em frente ao computador e as coloco em umaContinuar lendo “É UM MILAGRE! É AMOR!”