ANDAR A PÉ CONSTRÓI CARÁTER E LHE ENCHE O ESPÍRITO DE VITALIDADE

Desde que me conheço por gente, ando a pé. Lembro eu, pequenino, a acompanhar minha mãe no itinerário nosso de cada dia: casa, hotel da minha vó, centro, mercado, casa. Eu, vez ou outra, fazia birra. Não queria caminhar. Minha mãe encarava-me com uma face de poucos amigos. Às vezes, apenas com aquele olhar tirânico,Continuar lendo “ANDAR A PÉ CONSTRÓI CARÁTER E LHE ENCHE O ESPÍRITO DE VITALIDADE”

UM PAI, POR OBRIGAÇÃO, DEVE TER UM ANTEBRAÇO LARGO E FORTE

Neste final de semana peguei a estrada, minto: pegamos a estrada. Eu, minha mulher e o Adão, nosso gato preto da sorte. Deixe-me fazer um breve comentário antes de continuar a crônica. Nada como ter um gato. O Adão, apesar de pequenino e de ser apenas um bicho “irracional” — coloco entre aspas, pois, àsContinuar lendo “UM PAI, POR OBRIGAÇÃO, DEVE TER UM ANTEBRAÇO LARGO E FORTE”

AQUI NO BRASIL HÁ UM HITLER EM CADA ESQUINA

Aqui no Brasil, há em nosso cotidiano, um Hitler em cada esquina, porém, sem poder, sem exército. O leitor poderá assustar-se com tal afirmação, mas hei de explicá-la ao longo da crônica. Abra o seu Twitter — se não tiver, melhor ainda, você deve ser uma pessoa com mais paz de espírito e bom sensoContinuar lendo “AQUI NO BRASIL HÁ UM HITLER EM CADA ESQUINA”

PODRES DE MIMADOS!

A humanidade anda muito sem ter o que fazer. Estamos enfados de confortos. Alguns dirão que o pior mal da COVID fora o tédio. Para a grande maioria, sim. O tédio foi tamanho, que, dias atrás, descubro a existência de um pessoal irascível, lutando para que sejam usados os tais “pronomes neutros” ao se comunicarContinuar lendo “PODRES DE MIMADOS!”

O PRIMEIRO BEIJO

Vocês lembram do primeiro beijo? Sim! Aquele beijo que possui uma expectativa infantil e avassaladora. Tornamo-nos psicóticos pensando no primeiro beijo. Criamos uma realidade ficcional: lá está a garota que desejo; ela tem os olhos rútilos e os lábios úmidos. Seus cabelos são compridos e charmosos. Eu chego e, de súbito, a beijo lentamente porContinuar lendo “O PRIMEIRO BEIJO”

A FACULDADE DA VIDA REAL NÃO É COMO EM “AMERICAN PIE”

Eu ainda era um jovem rapaz. Acabara de iniciar na faculdade de Administração. Sentia-me perdido. Obviamente, o curso escolhido fora resultado de minha indecisão. Aquele ditado clássico para quem faz o curso de administração caiu como uma luva para mim: “Administração é curso de quem não sabe o que fazer.” Mas pergunto-lhe, leitor, quem realmenteContinuar lendo “A FACULDADE DA VIDA REAL NÃO É COMO EM “AMERICAN PIE””

DEUS VISITA APENAS CEMITÉRIOS VAZIOS

Fui ao cemitério no último domingo. Era final de tarde. O crepúsculo se iniciava no céu. E como fazia tempo que não pisava em um cemitério, vivi aquela experiência com o máximo de atenção, com o máximo de esmero, se é que me entendem. Acredito que a última vez que havia pisado em um, foraContinuar lendo “DEUS VISITA APENAS CEMITÉRIOS VAZIOS”

ESTAR DOENTE

Escrevo este texto sentindo-me doente e inútil. Descobri que estou com Dengue. Febre, dor atrás dos olhos e cabeça, sensibilidade no corpo, diarreia e mal-estar. Como fazia tempo que não era acometido por alguma enfermidade, eu estava me sentindo quase imortal nestes últimos anos. Gripe? Nunca peguei, somente uns resfriados que, o pior dos sintomas,Continuar lendo “ESTAR DOENTE”

ADULTOS QUE USAM CAMISETAS DE SUPER-HERÓI: PRECISAMOS FALAR SOBRE ISSO

Tempos atrás, cheguei na academia e me deparei com um brutamontes, mas este era diferente dos demais. Ele vestia uma regatinha azul-escura colada em seus músculos protuberantes, daquelas em que a teta fica à mostra, sabe? A cada puxada na rosca-direta, ele gemia. E gemia alto. Queria demonstrar toda sua virilidade, toda sua fúria peranteContinuar lendo “ADULTOS QUE USAM CAMISETAS DE SUPER-HERÓI: PRECISAMOS FALAR SOBRE ISSO”