O CANALHA DESONESTO

Na última crônica, contei em detalhes o dia em que quase faleci. Isso me fez lembrar de outra vez em que quase bati as botas. Esta história envolve sexo, traição e ciúme possessivo. Se você tem menos de dezoito anos, é melhor parar de ler esta crônica por aqui, caso contrário, não me responsabilizo pelaContinuar lendo “O CANALHA DESONESTO”

MEU AMOR PURO PELA AVRIL LAVIGNE

Neste último final de semana, enquanto fumava um cachimbo e bebia uma cerveja, eis que começa a tocar, de maneira aleatória no YouTube, Avril Lavigne. Sim, este é um dos momentos sublimes do fim de semana aqui de casa: fumar um bom cachimbo, beber uma cerveja encorpada e ouvir boa música. Eu sei, você deveContinuar lendo “MEU AMOR PURO PELA AVRIL LAVIGNE”

ROUPA DEFINE CARÁTER!

No último sábado postei o episódio 29 do Querido Sobrevivente Podcast. Foi um dos podcasts mais insanos que já gravei. Falei sobre a morte do Lázaro, que até agora não ressuscitou. E acredito que nem vai ressuscitar. Para quem não entendeu a piada, eu explico: Lázaro é um personagem bíblico que é ressuscitado por Jesus.Continuar lendo “ROUPA DEFINE CARÁTER!”

O CANALHA HONESTO

Hoje quero lhe apresentar um personagem que passará a ficar recorrente em minhas crônicas: Naldo, o canalha honesto. “Ora, Guilherme, como assim um canalha honesto? Se é canalha, não é honesto, se é honesto, não é canalha.” Calma lá. Deixe-me explicar-lhe este paradoxo maravilhoso. Antes, é preciso fazer um adendo: o canalha aqui, é oContinuar lendo “O CANALHA HONESTO”

VOCÊ CRÊ PARA CAMINHAR, E NÃO O CONTRÁRIO

Terça-feira cheguei em casa com olhos rútilos. Assim que adentrei em minha residência, minha mulher me olha e pergunta: “— Como foi lá na catequese?” Eu estava emocionado por fazer uma das maiores descobertas desta minha ínfima existência. Eu sei, para você que me lê há tempos, deve estar pensando: “Catequese? Você?” É isso mesmoContinuar lendo “VOCÊ CRÊ PARA CAMINHAR, E NÃO O CONTRÁRIO”

“QUANTO MAIS VOCÊ CHORAR, MAIS EU VOU TE FERRAR!”

Há tempos parei de escrever sobre política, políticos, Estado, autoridade compulsória, impostos e tudo que envolve este circo do horror. Isso estava destruindo minha alma, pois é isso o que a política faz: desumaniza quem se mete com ela. Entretanto, vez ou outra, eu entendo de onde vinha a minha ira, a minha cólera, oContinuar lendo ““QUANTO MAIS VOCÊ CHORAR, MAIS EU VOU TE FERRAR!””

FÉRIAS SÃO PARA DESCANSAR, MENOS PARA A MINHA NOIVA

Eu e minha mulher, agora noiva, saímos de férias. Fomos para Porto Seguro, na Bahia. Uma semana antes, estávamos um pouco receosos sobre a viagem. “Quem em sã consciência vai viajar em plena pandemia de COVID-19? E se tudo fechar enquanto estivermos lá? E se os voos forem cancelados? Será que vamos para outro destino?”Continuar lendo “FÉRIAS SÃO PARA DESCANSAR, MENOS PARA A MINHA NOIVA”

MORTE À BURGUESIA!

Na minha infância e adolescência, sempre tive um medo absurdo de apanhar. Sempre evitava ao máximo o conflito para que isso não acontecesse. Não lembro de ouvir a frase espectral que ressoava a dar com pau entre os corredores escolares: “Te pego na saída!” Nem de meninos querendo bater-me e muito menos de meninas querendoContinuar lendo “MORTE À BURGUESIA!”