ESTRANHO

Enquanto a água do chuveiro descia pelo corpo suado de Fábio, seus pensamentos o agonizavam por completo. O homem ainda ofegava, tentando concentrar-se no que acabara de fazer. Seus músculos rígidos ainda pulsavam. Baixou a cabeça e passou a encarar os azulejos cor bege daquele banheiro estranho. Pegou um sabonete estranho para limpar suas imundícies.Continuar lendo “ESTRANHO”

OLHOS CHEIOS DE CORAGEM

João, tempos atrás, enfatizava, com olhos rútilos, para seu velho amigo Josias: — Aquela mulher é tão bela que eu não consigo ficar cinco minutos ao lado dela. Tu tens noção disso? Cara, assim, eu fico nervoso, sabe? Como pode a beleza feminina mexer tanto com a gente? — Entendo. — Não, tu não estásContinuar lendo “OLHOS CHEIOS DE CORAGEM”

DEZENOVE ANOS

Ontem conversava com um conhecido que há tempos não via. Perguntei a ele o porquê do sumiço repentino. Ele disse que estava apaixonado por uma tal garota de dezenove anos. No mesmo instante eu fiquei desconfiado: — Como assim apaixonado por uma garota de dezenove anos? Tu não acha arriscado se entregar assim por umaContinuar lendo “DEZENOVE ANOS”

ME BATE QUE EU TÔ LOUCO!

O primeiro porre a gente nunca esquece. Quem nunca bebeu de estômago vazio ou misturou diversos tipos de bebidas? Jovem é uma merda! Adolescente então, nem se fala. Naquela noite fria de inverno, não lembro exatamente o ano, mas eu devia ter os meus 15 ou 16 anos; estava no auge da minha feiura: comContinuar lendo “ME BATE QUE EU TÔ LOUCO!”

SEM GARANTIA E COM DEFEITO

Ela permanecia na cama, exausta. O sêmen ainda escorria entre suas coxas. Miguel foi até a cozinha, abriu a geladeira e pegou uma cerveja. Em apenas um gole bebeu mais da metade da lata. Sentiu seu corpo gelar instantaneamente à medida que a cerveja ia descendo até seu estômago. Pegou mais uma lata e levouContinuar lendo “SEM GARANTIA E COM DEFEITO”

SOBRE HOMENS E MULHERES

Ao chegar no trabalho, Lima me chamou. – Cara, conheci uma guria sensacional. – Mas outra? – indaguei, um pouco surpreso. – Mas esta é diferente, sabe conversar, sempre tem assunto, já é mãe. Mostra muita maturidade. Diferentemente de quase todas que conheci nos últimos anos. Lima era solteiro há 2 anos e começara morarContinuar lendo “SOBRE HOMENS E MULHERES”

UMA SEGUNDA-FEIRA, UM BAR E UM ESTRANHO

            Ao adentrar no bar, caminhou até o balcão e sentou-se em uma das poucas cadeiras. O ambiente estava praticamente vazio. Havia apenas um homem sentado duas cadeiras depois, era mais velho, de estatura grande, cabelos brancos; tomava um whisky sem gelo e fixava seu olhar para a televisão, que não passava nada de interessante.Continuar lendo “UMA SEGUNDA-FEIRA, UM BAR E UM ESTRANHO”

NOITE FRIA

            Já era uma da madrugada. Eu estava entediado dentro do apartamento. Precisava de ar, ver movimento, ou apenas, caminhar. Me aprumo rápido e logo estava na calçada. Era uma madrugada fria, não havia muitas almas perdidas a essas horas nas ruas. Normalmente encontro pessoas interessantes nestas saídas imprevisíveis. Naquela sexta, achava que não encontrariaContinuar lendo “NOITE FRIA”