Acordei e percebi que a vida é sofrimento. Ok, e agora, o que eu faço com isso?

Acordei e percebi que a vida é sofrimento. Ok, e agora, o que eu faço com isso? Tenho a opção do ressentimento, ou seja, eu posso culpar tudo e todos pela existência, assim como Caim o fez na primeira história humana da bíblia. E por que digo que é a primeira história humana? Bem, Adão e Eva foram concebidos por Deus, mas Caim e Abel foram concebidos por um ato humano entre um homem e uma mulher.

Como vocês sabem, Caim escolheu o caminho da inveja, do rancor e do ressentimento; ele resolveu culpar seu irmão, Abel, pois Abel era um ideal a ser seguido; logo adiante culpou a humanidade e terminou culpando Deus por seu fracasso e sofrimento. Isso o levou tão fundo em suas sombras que já era impossível sair daquela escuridão.

Com a alma repleta de maldade, o único meio que encontrou para satisfazer seu ressentimento foi assassinando seu irmão como uma forma de vingança, como uma forma de protestar contra sua existência fracassada, e assim, mostrar para Deus que seu ideal não era de nada, era um fraco perante o mal. Perceba que Abel conseguiu agradar a Deus, mas não conseguiu vencer o mal humano.

Mas eu tenho a outra opção: construir uma vida com substância, construir uma vida com significado. Para isso precisamos limitar o mundo, pois ele é complexo e, muitas vezes, terrível. Limitar o mundo nada mais é do que assumir as responsabilidades da sua vida e da sua circunstância.

Digo-lhe, leitor, com minha maior sinceridade, que não há mais nada a se fazer a não ser carregar algum peso. Não há outra opção, aliás, há, mas não é um caminho que eu indicaria, nem para o meu pior inimigo – Abel que o diga —. O carregar peso significa fazer algo, significa ser útil para alguma coisa nesta existência terrível. Quando carregamos peso limitamos o mundo, e isso é maravilhoso. Do contrário eu enlouqueço diante da complexidade existencial.

Publicado por Guilherme Angra

Me chamo Guilherme Angra, sou um escritor com dois livros publicados e diversos textos postados na internet. (Crônicas, artigos, contos, poemas). Me formei em Administração, pós-graduei-me em Gerenciamento de Projetos e atualmente estudo Psicanálise. Além disso, crio conteúdo nas plataformas do YouTube, Facebook e Instagram. Meu conteúdo baseia-se em reflexões filosóficas sobre as várias nuances da vida: relacionamento, felicidade, tristezas, angústias, trabalho, finanças, intelecto e etc. Espero poder ajudá-lo de alguma forma.

9 comentários em “Acordei e percebi que a vida é sofrimento. Ok, e agora, o que eu faço com isso?

  1. Como usou nas tags, ver “a vida como ela é” para mim inclui reconhecer tudo o que ela oferece, inclusive o sofrimento. Mas, gosto muito do verbo “Estar” para falar do seu movimento: “estou sofrendo” não é o mesmo que “eu sou um sofredor”…

    Curtido por 1 pessoa

  2. Uau!! Saiba que esse texto me despertou para continuar segurando as rédeas das minhas escolhas – que às vezes exigem tanta renúncia. Obrigada e parabéns pelo modo de ilustrar suas ideias. Fantástico!

    Curtido por 1 pessoa

  3. Nascemos para cumprir uma Missão aqui na terra, dada por Deus. Não viemos a passeio. Esta Missão significa um peso, uma Cruz a carregar. Sabedoria é realmente limitar-se a esta Missão, concordo, visto que a vida é grande demais para ser abraçada por completo, sem a menor necessidade. Deus não pediu para carregar o mundo nas costas, assim como Cristo o fez (pois esta era a sua Missão); simplesmente pediu para cumprir o que lhe foi dado (a). Sabemos de verdade qual é a nossa Missão aqui na terra? Há que saber, senão, como limitar-se? Excelente reflexão.

    Curtido por 1 pessoa

  4. A vida é feita de sofrimento, mas também de prazeres. O sofrimento é necessário para manter a balança em equilíbrio. Tudo na vida tem o seu oposto. Depois que aprendemos a enxergar isso, não nos abalamos mais.

    Curtido por 1 pessoa

  5. Olá Guilherme
    Amanhã eu vou postar um texto no meu blog e se tiver a oportunidade leia. Cara, lendo o seu texto, vai até parecer plágio, mas eu o escrevi antes de ler o seu. Te juro. Para você ver a sinergia de pensamentos que almas boas como você e eu e todas as pessoas que buscam o bem estão. Também acredito no sofrimento como um burilamento, um autoconhecimento. Continue escrevendo porque sua veia verbal ajuda a muitas pessoas. Até mais\|!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: