DIAS SOMBRIOS

Têm dias que me sinto tão bem, parece que tudo faz sentido. É como se eu encontrasse o caminho certo e nada pudesse me parar. Me sinto capaz de mudar o mundo, me sinto capaz de enfrentar qualquer escuridão que ouse me atentar. Eu me proponho a fazer as minhas coisas e vou lá e faço, sem olhar para trás, sem preocupar-me com nada. A criatividade vem como uma onda forte que arrebenta na praia. Sinto-me vivo, pulsando. Sinto que a vida flui e segue um fluxo intenso que eu sempre desejara. É um sentimento de plenitude que preenche o meu ser e que faz os meus olhos rutilarem. É como uma voz que ecoa na consciência: “Você está no caminho certo, parabéns, não pare nunca!”

Mas então isso passa. Eis que estou em um dia sombrio, do qual nada parece fazer sentido e qualquer caminho leva a lugar nenhum. Sinto-me perdido. A angústia vem como uma sombra que atenta contra a minha alma. Às vezes ela consegue adentrar. Isso me consome. Não consigo criar, não consigo escrever, tenho receio de expressar minhas ideias ao mundo e o medo me invade de tal forma que me sinto um garotinho indefeso. A voz da consciência ecoa, mas não como um incentivo para enfrentar as sombras, pelo contrário, ela diz: “Você não está no caminho certo! Olhe para a sua volta… você não consegue fazer nada, e tudo que fez é ruim.” O ressentimento também dá o ar da graça em meio a isso tudo.

Acho que todos passamos por estes ciclos. A questão é: como fazemos para enfrentar os dias sombrios? Talvez, primeiramente, temos que assumir que ele existe e está rindo da sua cara. É como um monstro do caos. Você assume que ele existe e o encara de olhos bem abertos. Ao fazer isso, você consegue enxergá-lo, conseguindo enxergá-lo, grande parte da sua angústia vai embora, pois você não deixou o monstro do caos no escuro. Você decidiu acender a luz, como quem diz: “Então esse é você?! Você é o monstro que me trouxe esta sombra malévola.” Você definiu o que lhe atormentava e agora pode enfrentá-lo. E assim o faz.

Do contrário, se este monstro do caos for deixado no escuro, ele ganha força e malevolência e então talvez você não passe por um dia sombrio, mas passe por meses ou até anos sombrios. Acenda a luz, encare o monstro e o enfrente. Se precisar, peça ajuda.

7 comentários em “DIAS SOMBRIOS

  1. como enfrento dias assim … foi um alento ler esse texto // é sempre um alento não se sentir tão sozinha no enfrentamento dos dias estranhos

    Curtido por 1 pessoa

  2. Me sinto muito assim. E, durante a pandemia essa sensação está ainda mais forte. Ainda bem que encontro por aí textos como o seu que me fazem perceber que não estou sozinha nesses dias sombrios e que assim como os dias bons passam, os sombrios também.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s