JÁ IMAGINOU NAMORAR A GRETA THUNBERG?

Nestes últimos dias, novamente a tal da Greta Thunberg apareceu na mídia. Foi premiada como a personalidade do ano. Acredito que não precisarei explicar quem é a Greta. Mas só para resumir: Greta é uma sueca de 16 anos que levanta cartazes em favor do meio ambiente. Deu.

Nenhum ser humano deve ser personalidade do ano com menos de 20 anos. Imaginem o tamanho do estrago que fizeram na personalidade desta moça. O que se faz até os 20 anos? Se masturbar e jogar videogame? A minha única causa social até essa idade era passar de ano na escola. Nenhum ser humano se preocupa realmente com o meio ambiente até os 20 anos. O que acontece é que os jovens precisam se engajar em algum grupo que os faça ver algum sentido na vida. Entretanto, isso não passa de uma rebeldia sem causa. Por isso, quando ouço aquela música que diz mais ou menos assim: “O jovem no Brasil não é levado a sério.” Eu digo: “Graças a Deus!”

E não tem nada mais chato do que jovem com “consciência social” e os ditos “politizados”. Estes dois grupos são de uma chatice homérica. Aliás, pessoas “politizadas” são chatas por natureza. A Greta é jovem, politizada, com consciência social e venerada por diversas nações do mundo. Imaginem o pobre homem que namorar esta moça…

— Amor, posso jogar bola com meus amigos? — pergunta o namorado de Greta. A moça corre apressada para pegar uma prancheta e uma caneta.
— A bola é feita de qual material? — indaga, olhando o check list na prancheta.
— De um tecido sintético, feito em um laboratório aqui na Suécia, não usa plástico e ainda pode ser reutilizada para adubo.
— O gramado é sintético?
— É futebol de salão, amor. Não tem gramado.
— Então a quadra deve ser de madeira. Preciso saber de onde vem as madeiras.
— As madeiras são de casas antigas. Nenhuma árvore foi derrubada para fazer a quadra. Tenho aqui a documentação.
— Não acredito que você usou papel para imprimir a documentação?! Será que vou ter que explicar de novo quantas árvores morrem para você imprimir algumas meras folhas de papel?
— Calma, amor, a documentação está aqui no celular, digitalizada.
— Hum, ok, então pode pegar a bicicleta ergonômica na garagem.
— Amor, vou de Uber. É muito longe para ir de bicicleta. Sem falar que não pega bem eu chegar de bicicleta verde com uma plantação de hortaliças na cestinha.
— Uber? Carro? Poluição? Gases na atmosfera? Não senhor, vai de bicicleta — vocifera Greta para seu namorado. Ele abaixa a cabeça. — Espera, deixa eu ver o que tem na sua mochila.
— É só minha roupa de jogo. — Greta abre a mochila e encontra algo que a deixa furiosa.
— O que é isso? Hein? Como você teve coragem de esconder essa porcaria de mim? Isso destrói vidas, acaba com famílias, corrompe o mundo.
— Mas é só uma garrafa, amor.
— Uma garrafa de PLÁSTICO. Entendeu? PLÁSTICO. Não vai mais jogar. Vá para o seu quarto. Está de castigo!

Este foi um simples diálogo que vaticino no futuro amoroso de Greta. Ainda há uma possibilidade desta moça, assim que se tornar adulta, largar esta vida de ativismo social irascível, pois quando somos jovens, temos um espírito revolucionário, mas isso passa, ou, pelo menos, esperemos que passe. Se isso não acontecer, acredito que Greta poderá ganhar mais prêmios, eu a indicaria ao prêmio de “A pessoa mais chata a pisar sobre a face da Terra.”

9 comentários em “JÁ IMAGINOU NAMORAR A GRETA THUNBERG?

  1. Então você sabe que a Greta é autista também, que enxerga o mundo de forma literal? É importante saber que os autistas tem percepções diferentes das demais pessoas, o “namorar” que você citou o texto todo, pode ser algo muito distante, visto que relações interpessoais são ideias remotas pra eles. E mais sobre a fase da adolescência, devem sim ser levados a serio, e não desacreditados como você menciona. A adolescência, tal qual a infância, são fundamentais na vida de um ser humano, ambas determinam a forma como enxergamos o mundo na idade adulta. É importante ler também sobre as fases do desenvolvimento do ser humano.

    Curtido por 2 pessoas

  2. Não sei não, infelizmente acho que a Greta deveria ter sido mais protegida pelos pais, em vez de usada como peão nesse jogo de xadrez para fazê-los voltar à mídia e resgatar suas respectivas popularidades. Não creio que algum dia essa coitada conseguirá ter um relacionamento amoroso, com a fragilidade psicológica e falta de um ambiente estável para seu crescimento e amadurecimento emocional. Imagine só: você tem uma filha com diagnóstico de sindrome de Aspenger a autismo. O que você faz? Protege. Educa. Resguarda. Zela pela socialização em ambiente educacional. O que os pais da Greta fazem? Exploram. Capitalizam. Intensificam os medos histéricos dela corroborando seus temores. Deixam que ela falte na escola um mês para falar 15 minutos na conferência mais famosa do mundo, afinal o que importam são os holofortes, não o bem estar da adolescente.Lamentável. Que relacionamento ela poderia ter? Olha o exemplo (ou falta de) com o modelo dos pais! O amor não importa, o que vale é a ‘causa maior’…

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s