#ELENÃO, #VOCÊNÃO, #TODOSNÃO

A democracia inflama as massas e os egos a ponto de seres humanos se exporem a uma hipocrisia e a uma ignorância vil. É normal encontrarmos garotas odiando Bolsonaro por ele ser homofóbico, machista e racista, porém, amando Ciro Gomes, que fez declarações parecidas ou até mais graves do que as de Bolsonaro. E por que isso acontece? Justamente porque estas pessoas não estão preocupadas com a razão, com a lógica ou com a ética, elas fazem parte de um movimento, de uma cartilha ideológica, logo, é praxe odiar o outro lado.

Percebem como isso é perigoso? O amor à política é atroz. O problema central é que nascemos neste ciclo antiético e nunca sequer questionamos se é certo ou errado. Aprendemos que impostos são uma contribuição, e podemos levar tempo para perceber que imposto é sempre roubo; aprendemos com Thomas Hobbes que o homem é o lobo do homem, por isso alguns homens podem mandar em você, mas qual é a lógica deste argumento? Exatamente, não há lógica; aprendemos que a democracia é a voz do povo, porém, a democracia nada mais é do que a ditadura da maioria; aprendemos que o Estado deve fornecer serviços “gratuitos”, mas não existe almoço grátis, alguém sempre terá que pagar a conta, e no caso de serviços estatais, somos nós; aprendemos que caso não haja intervenção estatal na economia, os capitalistas malvadões neoliberais arruinariam o planeta, porém, todas as crises que ocorreram, inclusive a crise de 29, foi causada pelo Estado e intensificada por ele através de crédito artificial jogado na economia.

Agora chegamos nas eleições de 2018, e tudo se repete. A esperança de mudança e a fé de que há um homem iluminado que vai magicamente salvar o país voltam a assombrar o âmago das pessoas. Não há esperança na democracia, não há esperança numa entidade que para existir, inexoravelmente terá que espoliar indivíduos. Tudo bem, podemos tentar escolher o menos pior, ou seja, aquele que tem em seu plano de governo uma diminuição massiva da máquina estatal, só não vá votar achando que com um “carrasco” diferente, seremos salvos. Não! É como tentarmos instalar um aplicativo de smartphone num Nokia 3310. Não vai funcionar.

Tenho pra mim que para alguém ter a audácia de ser político, ou é desespero ou é psicopatia. A política seleciona os piores crápulas, os mais demagogos, os mais pilantras, os mais néscios. Não consigo olhar propagandas políticas sem sentir ódio; homens e mulheres bem vestidos com um discursinho decorado fazendo promessas espúrias, prometendo cada vez mais direitos, cada vez mais assistencialismos às custas de todos. Como alguém consegue assistir aquelas propagandas de políticos indo em casas de famílias pobres, abraçando desconhecidos, pegando crianças no colo e realmente achar que é verdade? As pessoas vestem camisetas de políticos, colam adesivos de partidos em seus carros, mudam a foto de perfil apoiando parasitas; tudo isto na quimera antagônica que estão lutando pela liberdade, outra palavra da moda que perdeu seu sentido ao longo do tempo, exatamente como a palavra “fascismo”.

Ele não, você não, todos não. Ninguém deve ter o poder de invadir propriedade privada. O quão insano é darmos um poder imensurável para poucos homens controlarem uma maioria? E estes mesmos homens homologam um calhamaço de folhas positivadas denominada “A Constituição Brasileira”, e assim, podem mudá-la ao seu bel prazer. Só para clarear as ideias: a constituição não traz o que é certo, como muita gente quer justificar, mas sim, vontades de parlamentares como Aécio Neves, Temer, Cunha, entre outros pulhas.

FB_IMG_1535676480459

Para o pessoal que propôs mudanças na constituição, que tal esta:

Parágrafo único: RESPEITE A PROPRIEDADE PRIVADA.

Publicado por Guilherme Angra

É escritor e psicanalista. Publicou seu primeiro livro em março de 2018, Quando a Vida Vale a Pena: Reflexões sobre o Amor e Outras Doenças. Depois disso, publicou seu primeiro romance em fevereiro de 2020, o Depois de Nós. Escreve textos semanais em suas redes sociais desde 2018. Em 2021 iniciou seu maior projeto até então, o Querido Sobrevivente, que tem como objetivo ajudar as pessoas a construírem uma vida com substância. Faz postagens regularmente em suas redes sociais trazendo reflexões da vida como ela é, e oferece atendimento psicoterapêutico de forma online e presencial.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: