MALDITA INDECISÃO

Maldita indecisão; tudo fica pelo caminho
Planos, projetos, moinhos
Num dia a amo como se fosse morrer sem seu amor
No outro a quero longe como se precisasse de um mundo singular

Por que sou assim?
Será que nada vai até o fim?
Será que apenas minha vida vai ter um fim?
Não!

As pessoas se mostram tão bem resolvidas
Tão decididas e cheias de razão
Enquanto eu não consigo decidir se visto
uma camiseta ou uma camisa de botão

Penso demasiadamente
Chega!
Cadê o espírito jovem inconsciente?
E que por muitas vezes é inocente

Talvez a felicidade está na inconsciência
Ou talvez não esteja em lugar nenhum
A angústia sempre é mais fácil de encontrar
À primeira luz de vida, lá está ela a te olhar

O que há de fazer contra esta indecisão angustiante?
E cá estou mais uma vez indeciso
Acho que não há cura, e só piora com o tempo
É digno mandar a indecisão à merda?

Publicado por Guilherme Angra

É escritor e psicoterapeuta. Publicou seu primeiro livro em março de 2018, Quando a Vida Vale a Pena: Reflexões sobre o Amor e Outras Doenças. Depois disso, publicou seu primeiro romance em fevereiro de 2020, o Depois de Nós. Escreve textos semanais em suas redes sociais desde 2018. Em 2021 iniciou seu maior projeto até então, o Querido Sobrevivente, que tem como objetivo ajudar as pessoas a construírem uma vida com substância. Faz postagens regularmente em suas redes sociais trazendo reflexões da vida como ela é, e oferece atendimento psicoterapêutico de forma online e presencial.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: